E-Social

A JYF prepara a sua empresa para o eSocial com uma transição segura e estruturada. Nossa solução proporciona segurança e conformidade com os requisitos regulatórios com base em rigorosa metodologia e expertise dos nossos profissionais. A mudança organizacional exigida na implantação do eSocial requer um trabalho amplo de capacitação técnica, adequação tecnológica e redesenho de processos. Somos especializados no assessoramento de organizações na implantação do eSocial. Nossos consultores possuem extensa experiência em companhias nacionais e multinacionais em diversos segmentos de negócio.

O que é o eSocial?

O eSocial consiste na escrituração digital da folha de pagamento e das obrigações trabalhistas, previdenciárias e fiscais. É um ambicioso projeto do Governo Federal que visa modernizar a forma com que o empregador (empresas e pessoas físicas equivalentes) cumpre suas obrigações e se relaciona com os entes públicos. O programa conta com a participação direta da Receita Federal, Ministério do Trabalho e Emprego, Previdência Social, INSS e Caixa Econômica Federal. O projeto do Governo institui um canal único onde passam a ser prestadas as informações trabalhistas, previdenciárias e fiscais relativas à contratação de mão de obra onerosa, com ou sem vínculo empregatício.

Através do Ambiente Nacional do eSocial, as informações prestadas pelo empregador são transmitidas, coletadas e armazenadas, possibilitando aos órgãos do governo o acesso às informações em uma única base de dados.

Quais são os impactos do eSocial nas organizações?

O eSocial compõe o Projeto de Escrituração Digital do governo, Projeto SPED, que visa melhorar o controle e fiscalização de ilícitos tributários, trabalhistas, fiscais e previdenciários. O programa visa combater a informalidade e representa um poderoso aliado contra a sonegação. O eSocial permite o monitoramento eletrônico dos eventos trabalhistas, previdenciários e fiscais no dia a dia das empresas.

O alto volume de informações provenientes das operações de distintas áreas (contábil, fiscal, financeira, jurídica, medicina do trabalho, departamento de pessoal, dentre outras), exigirá um controle e validação dos dados que serão transmitidos para os órgãos do governo.

A sua implantação representa um desafio para as empresas que buscam um trabalho preventivo e a respectiva redução de infrações e penalidades. O controle dos riscos de não conformidade requer um trabalho técnico multidisciplinar para diagnosticar processos, tratar não conformidades e capacitar as equipes internas para o eSocial. A fiscalização eletrônica dos órgãos do governo permitirá o cruzamento de dados fiscais, previdenciários e trabalhistas de forma ágil, precisa e abrangente, o que pode implicar em perda financeira para as empresas que não estejam preparadas para o projeto.

A obrigatoriedade do eSocial é prevista para 2016. É fundamental que as empresas se preparem para a transição desde já.

JYF | © 2017